Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Diálogo 5+5

Relações internacionais

O Processo de Cooperação do Mediterrâneo Ocidental – conhecido como Diálogo 5+5.

​​​O Processo de Cooperação do Mediterrâneo Ocidental – conhecido como Diálogo 5+5 – foi lançado pela França em 1983, mas instituído apenas em 1990. O objetivo era reforçar o diálogo político e a cooperação em áreas de interesse comum entre os países da bacia ocidental do mediterrâneo e promover o desenvolvimento económico do Magrebe.

O Diálogo 5+5 é uma estrutura coordenada politicamente pelos Ministérios dos Negócios Estrangeiros de 10 países do Mediterrâneo Ocidental:
- 5 países do sul da Europa: Portugal, Espanha, França, Itália e Malta;
- 5 países do norte de África: Mauritânia, Marrocos, Argélia, Líbia e Tunísia. 

Esta estrutura de diálogo é replicada de modo mais informal através dos Ministérios setoriais, nas áreas de Administração Interna (incluindo migrações), Defesa, Transportes, Ambiente, Turismo e, mais recentemente, Ensino Superior e Investigação Científica, Agricultura e Segurança Alimentar.


Diálogo 5+5 | Turismo

A inclusão do Turismo como tema do Diálogo 5+5 teve lugar na 1.ª Reunião de Ministros do Turismo, em maio de 2006,em Hammammet na Tunísia. Desta 1.ª reunião resulta a Declaração de Hammammet que concentra um conjunto de propostas de ação com vista à promoção do turismo entre os 10 países do Diálogo.

Na 2.ª Reunião de Ministros de Turismo, realizada em maio de 2008, em Ajaccio na Córsega, foi aprovada a Declaração de Ajaccio na qual são apresentadas propostas de colaboração concreta com vista ao desenvolvimento do Turismo no quadro da União para o Mediterrâneo, sublinhando a importância do turismo como fator de aproximação e de entendimento entre os povos e como vetor de desenvolvimento socioeconómico e cultural.

A 3.ª Reunião de Ministros de Turismo de Turismo decorreu em Lisboa, no dia 3 de dezembro de 2014, resultante de um compromisso político assumido no âmbito da copresidência portuguesa do Diálogo 5+5, assinado em maio de 2014. “Capital Humano” foi o tema central da Reunião, visando reconhecer a importância da valorização da formação e das profissões ligadas ao Turismo, bem como do aprofundar da investigação como ferramenta necessária para apoiar a tomada de decisão das empresas. Foram, assim, discutidos os pontos de vista de cada país sobre a importância da formação, conhecimento e potencial humano no desenvolvimento do turismo. A Reunião de Ministros de Turismo terminou com a assinatura da Declaração de Lisboa.

A 4ª reunião de ministros de Turismo realizou-se em Marrocos em Julho de 2016, subordinada ao tema “ Le Tourisme et les Changements Climatiques “ tendo sido assinada a Declaração de Casablanca por todos os países participantes.


  • Política externa
  • Portugal
  • Cooperação
  • Cooperação multilateral
  • Assuntos institucionais
  • Turismo de Portugal
  • Diálogo 5+5
  • Mediterrâneo ocidental
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image