Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Portugal recebe conferência internacional da OMT sobre Enoturismo

Notas de imprensa

09.09.2021

Portugal foi escolhido para receber a Conferência Mundial de Enoturismo que decorre em Monsaraz, a 9 e 10 de setembro, e cuja organização, sob a égide da OMT - Organização Mundial do Turismo, conta com o apoio do Turismo de Portugal e do Município de Reguengos de Monsaraz. Sob o mote "Enoturismo - um motor do desenvolvimento rural", a conferência vai destacar o contributo do enoturismo para o desenvolvimento regional e o seu potencial para gerar inovação e negócio para os territórios e para as empresas. 

O programa completo está disponível em www.winetourismconferenceonline.com/ e inclui alguns dos mais conhecidos e reputados especialistas, nacionais e internacionais, em vinhos e enoturismo. Também vão estar presentes o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, a Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, o Secretário de Estado da Transição Digital, André de Aragão Azevedo, o Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, o Presidente do Turismo de Portugal, Luis Araújo, e o Secretário-Geral da Organização Mundial de Turismo, Zurab Pololikashvili, entre muitas outras personalidades.


Programa de Ação para o Enoturismo em Portugal

Identificado na Estratégia Turismo 2027 (ET27) como um dos ativos qualificadores do destino, o enoturismo, pelas suas características e valências, possui uma capacidade de atração e retenção de um público altamente qualificado e com elevado poder de compra, permitindo múltiplas âncoras de atração em todo o território e durante todo o ano, contribuindo assim para a coesão territorial da atividade turística e para a redução da sazonalidade.

O Turismo de Portugal, empenhado em manter o destino no topo das preferências dos turistas, lançou o Programa de Ação para o Enoturismo, que destinou 5 milhões de euros para ações de promoção e formação com o objetivo de potenciar o cross-selling entre ‘vinho’ e ‘turismo’, induzir boas práticas nos agentes do setor, contribuir para a estruturação e valorização de destinos e rotas de Enoturismo e valorizar os territórios vinhateiros.

Desde o lançamento do Plano, em março de 2019, foram já aprovados mais de 90 milhões de euros de investimento, em cerca de 60 projetos de desenvolvimento da oferta, em diferentes vertentes, como hotéis temáticos, rotas, enotecas, museus, eventos, adegas, quintas e solares, maioritariamente localizados nas regiões Porto e Norte, Centro e Alentejo. Muitos dos projetos têm uma forte componente digital, permitindo acelerar o processo de digitalização da oferta enoturística, o que, simultaneamente, contribui para incrementar e promover a inovação em turismo, um dos objetivos centrais da ET27. 

A formação é outra das vertentes deste Programa de Ação, com o programa Enotur, que já formou mais de 4000 agentes do setor em cerca de 90 ações, dotando-os de competências globais de organização, planeamento, gestão e execução de projetos para potenciar a experiência do visitante, bem como da utilização dos recursos turísticos da região na conceção da oferta do produto enoturismo.

Estão também a ser desenvolvidos Planos de Promoção regionais, em articulação com as Agências de Promoção Regional, envolvendo as empresas e a oferta de enoturismo de cada região.

No âmbito deste Programa foi também lançada no início de 2020 a campanha Wine pairs with Portugal, em 7 mercados, tendo alcançado, logo nos primeiros dois meses, mais de 8 milhões de pessoas, o que revela bem o impacto e o interesse da procura por este produto no nosso destino. 

No que se refere à projeção internacional do enoturismo, sob a marca “PortugueseWineTourism”, têm sido desenvolvidas várias ações de promoção de Portugal enquanto destino de enoturismo nos mercados externos. Este segmento assume centralidade nas iniciativas junto do trade internacional, bem como na captação de eventos internacionais, como é o caso desta Conferência Mundial de Enoturismo da OMT.  De destacar, também, as iniciativas Portugal 360 no Rio de Janeiro, assim como as ações levadas a cabo nos EUA, Espanha, França, Alemanha e Reino Unido. 

Está disponível a partir de hoje a plataforma digital www.portuguesewinetourism.com que agrega a oferta de enoturismo nacional, conferindo-lhe maior escala e notoriedade nos mercados interno e externo e funcionado também como âncora na vertente de promoção internacional. Este canal de comunicação privilegiado da oferta nacional de enoturismo está a ser dinamizado em cooperação com as Agências Regionais de Promoção Turística e com as empresas. 

Tendo o enoturismo uma multiplicidade de players de diferentes áreas e estruturas, foi adotado um modelo de governance do programa que tem por objetivo fortalecer a atuação articulada entre o setor do vinho e do turismo, dando proximidade e coordenação entre o território, a oferta, a promoção e a comercialização. O Plano de Ação do Enoturismo inclui um “Conselho Estratégico Nacional”, que será formalizado no decorrer da Conferência, de Comités Regionais de Acompanhamento e de um Think Tank empresarial para promover o alinhamento e a articulação das iniciativas de âmbito nacional, regional e empresarial. 

Com mais de 190 mil hectares de vinha, 31 Denominações de Origem Protegida, 14 Denominações de Indicação Geográfica e mais de 500 players privados neste segmento, Portugal, produtor dos melhores vinhos do mundo, pretende posicionar-se como um destino de referência mundial no segmento do Enoturismo. Pela sua importância estratégica, a dinamização deste produto enquadra-se no plano de retoma “Reativar Turismo. Construir Futuro”, que visa assegurar a efetiva retoma da atividade turística nacional e garantir que o setor continua a ser uma das principais atividades económicas de Portugal.

A Inovação em Turismo

A Conferência inclui apresentações e debates sobre as diversas dimensões do enoturismo, nos quais se incluem os temas relacionados com a inovação, a sustentabilidade, a gestão de destinos turísticos, bem como o cruzamento com a gastronomia e o reforço do conhecimento da procura e das tendências do consumidor. São dois dias recheados de debates e discussões estratégicas e operacionais, e onde a inovação, com uma sessão moderada pelo Presidente do Turismo de Portugal e dedicada precisamente ao vinho e à inovação, também está presente.

Ainda neste âmbito, à margem da programação oficial da conferência, a OMT assina no dia 9 um memorando de entendimento com o NEST - Centro de Inovação do Turismo. O objetivo é promover a cooperação entre as duas entidades, com vista a fazer da inovação um pilar importante para um turismo mais resiliente e sustentável. Apoiar o empreendedorismo no turismo e nos setores relacionados e protagonizar a missão da OMT para universalizar um turismo sustentável, acessível e inclusivo é também um dos objetivos desta articulação entre o NEST e a OMT.


  • Nota de imprensa
  • 2021
  • Enoturismo
  • Estratégia Turismo 2027
  • Vinhos
  • Promoção do destino
  • Promoção turística
  • Inovação
  • Turismo
  • Turismo de Portugal
  • OMT
  • NEST
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image
  • social network icon image